Unhas fracas: dê um fim nas unhas quebradiças!

Veja quatro coisinhas simples que você pode fazer para afastar esse mal da sua vida

Se há um drama presente na vida das mulheres é o pânico de que as unhas que a gente demorou um tempão pra deixar lindíssimas lasquem ou quebrem (socorro!). Além de acabar com o charme das mãos, unhas fracas e quebradas são muito desconfortáveis e a gente não deseja isso pra ninguém. 😉

Mas uma lista com quatro cuidados fáceis de colocar na sua rotina podem acabar com as unhas quebradas ou fraquinhas. Ah, importante lembrar: se persistirem os sintomas, procure um especialista. A dermatologista Carla Bortoloto conta que unhas enfraquecidas podem ser sintomas de problemas hormonais, nutricionais ou até de doenças autoimunes. Siga as dicas e observe!

Mãos segurando papeis com números de 1 a 4
1. Escolha muito bem seus esmaltes

Tão importante quanto a cor que vai vestir as suas unhas naquela semana ou naquela ocasião especial é escolher esmaltes que não façam mal a elas. O ideal é aplicar apenas aqueles que são livres de tolueno, formaldeído, dibutilftalato e, se for livre de cânfora, melhor ainda (os de Make B. são bem assim)! Esse grupo de substâncias, além de enfraqueceram as unhas, causam alergias e riscos à saúde. Fique esperta!

2. Nutridas e hidratadas é que é bom

É lógico: quanto mais ressecadas forem as suas unhas, mais facilmente elas vão quebrar. Para conquistar as sonhadas unhas resistentes, escolha cremes para mãos que tenham poder de hidratação profunda e que fortaleçam e restaurem. Pelo menos duas vezes por semana, massageie suas unhas e cutículas com o hidratante certo e aguarde o resultado! Ah, não precisa remover o esmalte, ok? Os hidratantes para mãos e unhas de Nativa SPA, por exemplo, não vão tirar o brilho da cor que você escolheu.

3. Depois do removedor, hidrate também!

Os removedores têm ganhado fórmulas menos agressivas, mas não deixam de ser solventes. Por isso, coloque o hidratante no seu momento de fazer as unhas. Logo depois de remover os esmaltes, aplique um creme de mãos e unhas para repor nutrientes perdidos com o removedor. 😉

4. Não exagere no comprimento

A dermatologista Carla Bortoloto explica: as unhas curtas não são necessariamente mais fortes, mas se as suas são enfraquecidas e costumam quebrar muito, quanto menor o comprimento, menos chances de quebrar. 😉

Crédito da foto: Thinkstock

COMENTÁRIOS 11

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Connect with
with Facebook

COMENTÁRIOS