Escreva o código abaixo para confirmar seu voto.

O código informado não está correto. Favor tentar novamente.

Confirmar

Mulheres que perfumam

Votação da semana encerrada

Esta foi a atitude inspiradora mais votada.

Veja no início da próxima semana como esta ideia se tornou realidade, e aproveite para votar em novas histórias.

Cássia Bittens

Cássia Bittens convida mães de São Paulo a darem uma pausa na rotina para, junto com seus bebês, viverem uma experiência com música e literatura.

54%

Histórias mais inspiradoras

Conheça as histórias escolhidas pelo público.

História Anterior Próxima História
Anterior Próxima
  • --
  • Selecionar
x
Dados enviados.
Obrigado por participar!
Corrija os campos destacados.

Deixe a vida ainda mais linda sendo você mesma
e usando sua maior força: a sensibilidade.

Mulheres que perfumam

A série "Mulheres que perfumam" conta as histórias de 27 mulheres com
diversas origens e estilos de vida que transformam o mundo através
de atitudes delicadas e inspiradoras.

Primeiro episódio mulheres que perfumam Reproduzir vídeo
Episódio 1
10/10/2013
ler sinopse
Segundo episódio mulheres que perfumamReproduzir vídeo
Episódio 2
10/10/2013
ler sinopse
Terceiro episódio mulheres que perfumamReproduzir vídeo
Episódio 3
18/10/2013
ler sinopse
Quarto episódio mulheres que perfumamReproduzir vídeo
Episódio 4
24/10/2013
ler sinopse
Quinto episódio mulheres que perfumamReproduzir vídeo
Episódio 5
31/10/2013
ler sinopse
Sexto episódio mulheres que perfumamReproduzir vídeo
Episódio 6
07/11/2013
ler sinopse
Sétimo episódio mulheres que perfumamReproduzir vídeo
Episódio 7
14/11/2013
ler sinopse
Oitavo episódio mulheres que perfumamReproduzir vídeo
Episódio 8
21/11/2013
ler sinopse
Nono episódio mulheres que perfumamReproduzir vídeo
Episódio 9
21/11/2013
ler sinopse
x
Letícia Mattos,
Por meio do projeto “13 Pompons”, Letícia Mattos, gaúcha que mora em São Paulo, intervém em postes e árvores, cobrindo o cinza da cidade com seu crochê colorido.
Janaína André,
Educadora e artista residente no Distrito Federal, Janaína André promove com seus alunos intervenções artísticas em espaços públicos deteriorados. Depois de prontas, as obras são indicadas num “Mapa Gentil” e podem ser visitadas.
Letícia Cecagno,
A cidade de Porto Alegre fica mais musical e sustentável com o projeto “Pedaladas Cantantes” de Letícia Cecagno.
x
Carolina Coroa,
Paraense que reside em São Paulo, capta em suas delicadas aquarelas a alma de homens e mulheres que circulam pelas ruas da cidade com o projeto “Fora da Vista”.
Rosângela Tavares,
agente de saúde do Distrito Federal, dá a seus pacientes não só remédios, mas também os livros que escolhe com carinho na sua "Farmácia de Livros".
Duda Mattar,
Ao organizar mutirões de voluntários para pintar casas, leva dignidade e senso de identidade aos moradores da favela Santa Marta, no Rio de Janeiro.
x
Joseane dos Santos,
A maranhense Joseane dos Santos tem o projeto “Nasce uma Criança Leitora”, onde leva às crianças do interior do estado um grande incentivo à leitura e à imaginação.
Mariana Caldas,
Inspirada pelos inúmeros cantos de São Paulo, Mariana Caldas fotografa a cidade e lhe dedica versos de poesias e músicas, com a intenção de espalhar amor pelo mundo com o projeto “Poeme-se”.
Mariana Guglielmelli
mora em Belo Horizonte (MG) e brincava de “caça ao tesouro“ em sebos da cidade em busca de dedicatórias escritas em livros. Hoje leitores também dividem o resultado carinhoso no seu blog, “Eu te dedico“.
x
Julia Pastore,
ela intercepta pessoas nas ruas e recita um poema para elas. Assim, ela já declamou para mais de mil desconhecidos no Rio, com o propósito de tornar a poesia pública e audível no projeto chamado Assalto Poético.
Sofia Pinheiro,
de Goiânia, queria pregar o amor pelas ruas e decidiu transformar pregadores de roupas em casais apaixonados. Os “casais” são levados a diferentes cenários e fotografados, e tudo vai para em um blog, o Pregadores do Amor.
Luciane Barcelos,
Mais de 2 mil crianças já foram atendidas no WimBelemDon, projeto que resgata crianças em situação de risco social por meio do tênis. O esporte é a forma que Luciane Barcelos e o marido acharam para atrair as crianças do bairro Belém, em Porto Alegre, para oficinas e atividades.
x
Carmencita Job,
por meio do “Picnic do Amor”, mobiliza pessoas que não se conhecem para celebrar o amor universal em parques da cidade de Florianópolis.
Raimunda Kaxinawá,
em Rio Branco ela mostra a arte indígena que produz coletivamente e revela seus esforços para manter viva essa tradição.
Clarice Machado,
artista visual que já viveu em São Paulo, decidiu voltar à sua cidade natal, Salvador, para tentar torná-la uma galeria de arte a céu aberto.
x
Bel Mattos,
autoconhecimento é o que ela busca oferecer às pessoas a quem ensina a arte de tecer mandalas multicoloridas, em São Paulo.
Agda Oliver,
em Brasília a determinada Agda revela como resolveu estudar e abrir uma oficina voltada para clientes do sexo feminino depois de ter sido enganada por um mecânico.
Cristina Rocha
ensina crianças deficientes e de baixa renda social da cidade de Boa Vista a encontrarem um caminho de inclusão através da dança.
x
Débora Didonê
mobiliza pessoas para recuperar o verde de praças, parques e lugares públicos abandonados na cidade de Salvador, por meio do projeto “Canteiros Coletivos”.
Tatiana Perim,
por meio do blog “Motto Slow Travel”, incentiva pessoas a viajarem de uma forma mais tranquila porque acredita que todas as viagens, da mais simples à mais exótica, podem proporcionar autoconhecimento.
Isabele Ribeiro
recebe com simpatia os expositores e frequentadores da “Feirinha Gambiarra” - reunião de arte, moda, cultura, música e teatro criada e organizada por ela na cidade de Aracaju.
x
Mariana Bandarra
atrai diversas pessoas para as sessões que organiza na cidade de Porto Alegre, iniciando crianças e adultos na prática do bambolê.
Liana Keller,
moradora do Recife, transforma objetos simples em obras de arte e as expõe na internet.
Márcia Granja,
de São Paulo, é criadora do projeto “Sonhos num Potinho” e viabiliza a transformação de sonhos em ilustrações que são impressas em cartões postais com o objetivo único de devolver o sonho ao sonhador.
x
Flora Bittancourt,
de São Paulo, emociona ao ensinar dança contemporânea a seus alunos portadores de Síndrome de Down.
Lídia Raposo
mostra como preserva a tradição indígena confeccionando panelas de barro na cidade de Boa Vista.
Gabriele Valente
Feliz promove mutirões para intervir artisticamente em comunidades carentes do Rio de Janeiro por meio do projeto “Liberte seus Sonhos”.

Delicadamente, as mulheres
transformam o mundo.
Começando por si mesmas.

Conheça

Aguarde