Arquivo da categoria: Cabelo

Paixão por cabelos loiros: descubra o tom que combina com você

Mesmo quem não é tão ligada nas redes sociais deve ter percebido o furor que causou o novo visual da socialite Kim Kardashian. Depois de tentar disfarçar os fios loiros usando uma touca, ela revelou a transformação radical na semana de moda em Paris. Não deu outra: virou o assunto da semana!

cabelos_loiros

Há pouco tempo, a irmã de Kim também apareceu mais loira. As celebridades que decidem mudar completamente a cor dos fios não são poucas. E, seja qual for o motivo, uma coisa é certa: muita mulher vai querer entrar na onda das Kardashians. Para você que é uma dessas que está pensando em clarear os seus fios, conversamos com a colorista Beatrice Ribeiro que deu dicas imperdíveis! 😉

Existe um loiro ideal para o meu tom de pele?

A colorista Beatrice Ribeiro diz que tem, sim! Entenda: Peles claras ficam mais harmônicas com tons acinzentados, perolados e beges. É a que combina com mais tons de loiro, sejam eles quentes ou frios. Peles morenas ficam bem com os tons dourados e também com os loiros mais frios. Peles negras podem usar e abusar dos tons dourados e beges.

Meu cabelo é cacheado ou ondulado. Posso ficar loiríssima também?

Claro que sim! A colorista explica que não existe limitações, mas alerta: cabelos cacheados ou muito finos são mais sensíveis às descolorações.

E a sobrancelha? Devo pintar também?

Essa questão varia bastante dependendo do estilo que você quer carregar, mas Beatrice lembra que alterar a cor das sobrancelhas pode dar um aspecto muito artificial ao look. “Já imaginaram como a Kim ficaria se colorisse as sobrancelhas também?”, brinca.

A textura dos meus fios deve ser levada em consideração na hora de escolher se uso tinta, faço mechas ou ombré?

Para Beatrice, a única limitação para fazer mechas ou descoloração no cabelo é a saúde do fio. Um profissional competente deve fazer um diagnóstico dos seus e dar o parecer com base nisso.

Quero seguir a tendência! Qual loiro escolho?

“Os loiros que sempre estão na moda são os bem cuidados”, mas com relação à cor, Beatrice explica que a tendência passou do ombré hair, que eram os fios descoloridos nas pontas, para o sombré hair, que consiste em uma técnica com tinta ou descolorante que forma um degradê. O efeito final é de luminosidade natural, com uma certa distância da raiz. Outra tendência é o loiro surfer, que remete ao queimado do sol mais nas pontas, sempre com uma transição suave e natural.

Ouvi dizer que ficar loira pode deixar meus fios muito ressecados. É verdade?

Os fios que passam pelo processo de descoloração ficam mais ressecados e finos, pois têm sua estrutura natural alterada, retirando pigmento e massa capilar. Para amenizar esse ressecamento, a colorista indica alternar o shampoo adequado para o seu tipo de cabelo com um específico para tratar fios que passaram pelo procedimento realizado nos seus. E abuse de condicionadores hidratantes, máscaras de tratamento, leave-in, óleos, e protetores térmicos para manter os fios tratados e com brilho.

Inspire-se as famosas que encantaram – ou chocaram! – o mundo quando ficaram loiras:

Celebridades que ficaram loiras

Penteado para cabelos curtos: aprenda a fazer quatro looks lindos

Depois que o bob hair, cabelo na altura dos ombros, conquistou celebridades e passarelas, a tendência dos fios curtinhos virou sensação e dominou a cabeça de mulheres antenadas. Além de perfeito para estações mais quentes, o estilo também é muito prático para cuidar e estilizar! Você sabia que existem inúmeras opções de penteados para cabelos curtos? E já que é possível – e incrível! – reinventar esse look, preparamos quatro tutoriais de penteados para você fazer em casa. O melhor é que não importa o seu tipo de fio: nós temos um estilo perfeito pra você.

Comece aplicando o
Shampoo a Seco na raiz e
penteie para tirar resíduos
aparentes. Depois, use o
Mousse para cabelos no
comprimento.
Com um secador, mexa e
amasse os fios para dar
textura e volume.
Puxe para trás uma mecha
larga em uma das laterais da
cabeça, deixando bem
esticada. Aplique o Spray
Brilho para garantir isso.
Prenda a parte de trás usando grampos.
Brinque com o lado que ficou solto,
bagunçando os fios até que eles fiquem com a
textura desejada. E pronto! Perfeito para uma
balada, noite com as amigas ou encontro a
dois. 😉
Passe o Shampoo a Seco na
raiz e penteie para evitar
resíduos aparentes. Selecione
as mechas frontais e puxe
para trás.
Com um pente fino, desfie
para dar volume.
Prenda na parte de trás da
cabeça, formando uma
espécie de moicano.
Agora, pegue os fios soltos e enrole num
coque, usando grampos. O objetivo é deixar o
efeito despretensioso, que é superdescolado.
Deixe pequenas mechinhas soltas em cada
lateral. Ficou linda!
Comece aplicando Spray
Umificador de Cachos nos
fios para controlar o volume.
Enrole todo o comprimento
do cabelo no alto da cabeça e
faça um coque. Prenda com
grampos.
Abra o coque com as mãos
para deixar ele maior. Finalize
com o Spray de Brilho para
deixar o acabamento ainda
mais bonito. 😉
Pronto, ficou linda!
Use o Spray Umidificador de Cachos nos fios para controlar o
volume. Selecione uma mecha em cada lateral da cabeça e faça
o clássico “torcidinho”. Ao se aproximar da parte de trás da
cabeça, vá adicionando mais mechas até chegar no limite de
onde começa o comprimento dos fios.
Então, prenda as mechas torcidas com grampos e deixe o resto do cabelo solto. Finalize com o Spray de Brilho para deixar o acabamento com uma carinha profissional.

Elas disseram sim aos cachos e encararam a transição capilar

Imagine você nessa situação: por estar em um momento de não curtir seus cabelos cacheados ou crespos, faz tratamentos químicos para alisar os fios. Um belo dia você acorda e resolve que quer voltar ao natural. O problema é que a maioria dos alisamentos são irreversíveis, ou seja, a parte do seus fios que foi alisada pelo menos uma vez ficará para sempre assim. Então, você tem duas opções: cortar toda a química do cabelo e assumir um supercurtinho (conhecido como big chop) ou esperar a raiz crescer e aprender a driblar as duas texturas de cabelo (cacheado na raiz, liso no comprimento).

Ter os cachos de volta não é tão rápido quanto alisar. E no momento em que percebem isso, muitas meninas acabam virando reféns da química e até desistem da vontade de ter os fios naturais novamente. A internet pode ser uma das formas de encontrar forças e compartilhar histórias: o grupo Cacheadas em Transição no Facebook, um dos mais bombados da rede social, tem mais de 100 mil membros buscando informação, motivação e inspiração para superar a transição capilar.

Essas meninas pesquisam e falam tanto sobre seus dilemas capilares nas redes sociais que cabelo cacheado continua sendo um dos assuntos mais comentados segundo o Espelho da Beleza. Então, pega na nossa mão que temos histórias incríveis e dicas que vão mostrar que a transição não precisa ser tão ruim assim – e que dá para ficar linda e radiante até nessa fase!

transicao_capilar

Mariana Muniz, 24 anos, sempre teve os fios crespos e finos. Na adolescência, aos 14, passou a fazer tratamentos químicos porque surgiu o desejo de ter os cabelos lisos. Depois de 10 anos, começou a achar os fios muito danificados e descobriu o aplique como uma alternativa. Mas, quando tirou pela primeira vez, depois de três meses, percebeu que a raiz estava maltratada. O desespero foi tanto que ela recorreu à química novamente. Foi aí que Mariana notou seus cabelos ralos e quebradiços. Não teve dúvidas: a melhor saída seria a transição.

Outros três meses se passaram, com o aplique e os cabelos alisados, até que ela resolveu fazer o big chop, que é cortar toda a parte com química. Pediu ao cabeleireiro um corte que fosse a cara dela. “Fiquei com uns 4 cm de cabelo, mas era saudável e meu! A cada dia amo mais meus fios e meu novo estilo. Agora sou de verdade!”, conta orgulhosa.

transicao_capilar

Nina Gabriella tem 23 anos e é um fenômeno nas redes sociais. Quem vê seus cachinhos maravilhosos e platinados não imagina que ela passou por uma longa fase de transição. Aos 17 anos, Nina tinha a ilusão de que um cabelo bonito não poderia ser supercrespo e começou a fazer tratamentos químicos para “abrir mais os cachos”.

Depois de dois anos, seus fios estavam praticamente lisos. Nina começou a pensar na possibilidade de resgatar os seus cachinhos de vez e decidiu fazer a transição. “Foram dois anos difíceis, com diversos tipos de textura no mesmo cabelo. Tinha raiz enrolada, comprimento ondulado e pontas esticadas. Mas nunca desanimei porque tinha certeza que valeria a pena”, explica.

O que salvou a autoestima de Nina durante a transição foi o modelador de cachos, que ela usava na parte alisada. Enquanto os fios naturais cresciam, Nina modelava a raiz. Com os cachinhos mais crescidos, dois anos depois, ela tomou coragem e cortou as pontas. “Na hora foi um choque, mas a sensação de alívio era muito maior. Agora, quem eu via no espelho era eu mesma e esse sentimento é demais!”, relembra. Hoje ela faz sucesso no YouTube e é inspiração para várias meninas que estão passando pela transição. Veja um vídeo em que ela conta como foi passar por esse processo. 😉

mandamentos_da_transicao

Alguns termos são muito usados no mundo das meninas que querem voltar ao cabelo natural. Quer ficar por dentro do assunto pela internet? Então dá uma estudada nessas expressões! 😉

Cabelo envelhece? O que ocorre aos fios a cada fase da vida

Um belo dia a gente se olha no espelho e – não mais que de repente – enxerga aquele fio de cabelo branco. Não tem jeito, todas nós vamos passar por essa situação em algum momento. Assim como o nosso corpo, os fios também se transformam com o tempo, mas isso vai além do aparecimento dos cabelos brancos, sabia?

Os cabelos podem envelhecer de duas maneiras. A primeira é aquela em que os fios se desgastam naturalmente com a idade. Já a segunda é causada por agentes externos como a poluição, hábitos, como fumar e se expor ao sol, além de efeitos de tratamentos químicos.

O tricologista Adriano Almeida explica como acontece o envelhecimento natural dos cabelos: “por ordem cronológica, há um afinamento da haste (o próprio fio) e uma diminuição da densidade de cabelos no couro cabeludo. Nascemos com mais ou menos 600 fios por cm² e, se chegarmos aos 80 anos, teremos mais ou menos 300 fios por cm², ou seja, esse número cai pela metade”.

Quando o caso é o envelhecimento por fatores externos, os principais inimigos das mulheres são os tratamentos químicos e o sol, que aceleram o desgaste dos fios. “A exposição ao sol provoca fragilidade na haste capilar e os procedimentos químicos, se realizados com certa frequência, danificam completamente a saúde dos fios”, esclarece Adriano.

Linha do tempo do cabelo

Com o passar dos anos, os fios de cabelo mudam de aspecto e assumem características específicas conforme a idade. Com a ajuda do tricologista Adriano Almeida e da cabeleireira Jhessi Jacinto, saiba quais são essas diferenças e fique de olho nas dicas para cuidar das madeixas em cada fase.

linha do tempo do cabelo
20-30 anos
Nessa fase, a ação hormonal do corpo é mais intensa. Os cabelos são novos e têm naturalmente mais brilho, maciez e volume. Use e abuse de um bom shampoo e condicionador para
o seu tipo de cabelo e proteja
seus fios da ação do sol!Produtos indicados:
Nativa SPA Ameixa e
Cuide-se Bem Solar
40-50 anos
Devido ao declínio hormonal gerado pela menopausa, há
uma diminuição de hidratação
nos fios. Nesse momento, fazer uma hidratação a cada 15 dias é muito importante para prevenir a quebra do cabelo. Os fios brancos começam a surgir.Produtos indicados:
Nativa SPA Monoi & Argan
60-70 anos
Há uma redução natural da quantidade de cabelo. Os fios perdem o volume e têm
tendência a ressecarem e a perderem brilho.
A recomendação é usar
produtos que possam repor
os nutrientes capilares que
foram perdidos ao longo dos anos.Produtos indicados:
Nativa SPA Blueberry

Cabelos lisos por opção: saiba como manter os fios saudáveis após o alisamento

Quando o assunto é cabelo, os lisos aparecem como uma grande paixão das mulheres. Mesmo as que não têm os fios superlisinhos por natureza acabam recorrendo às mais diversas técnicas de alisamento para manter o estilo. Se você alisa ou está considerando essa possibilidade, vale a pena estar atenta aos cuidados com os cabelos quimicamente tratados. Não apenas para entender essa mágica que transforma as cacheadas e onduladas em lisas, mas para dedicar uma atenção especial para mantê-los saudáveis, resistentes e cheios de brilho.

E como as madeixas lisinhas são assunto do Espelho da Beleza (aliás, um dos mais comentados do momento), confira algumas dicas de como manter o cabelo liso e dar aos seus fios todo o amor e carinho que eles merecem. 🙂

mulher jovem, morena, de cabelos lisos e longos, encostada sobre o tronco de uma árvore
Fios com química, atenção redobrada

Você já parou para pensar o que acontece com o seu cabelo durante o alisamento? Independente do tipo de fio – afro, cacheado, ondulado – o tratamento químico age da mesma forma nos fios. De acordo com o tricologista Adriano Almeida, a estrutura dos fios é modificada radicalmente após o tratamento: “quando se faz um alisamento, as ligações químicas que mantêm a estrutura dos cabelos são quebradas. Com isso, os cabelos perdem sua configuração original”. Além disso, o uso da chapinha acima de 200 graus durante o processo de alisamento também prejudica a estrutura do fio. “Ao usar a chapinha na temperatura máxima, as fibras capilares são queimadas e o cabelo fica danificado, mas isso só é percebido após um tempo, quando o produto da progressiva começa a deixar os fios”, explica Adriano.

Para minimizar os danos provocados pelos alisamentos, é importante ter cuidados permanentes com os fios para mantê-los hidratados e saudáveis. Veja cinco dicas valiosas para preservar o seu cabelo:

1. Não repita nenhum tipo de alisamento em menos de 5 meses. Se for retocar, o ideal é respeitar o intervalo de 6 meses.

2. Jamais sobreponha dois procedimentos no mesmo dia, como fazer alisamento e mechas de uma vez só. Espere cerca de um mês para submeter os cabelos à química novamente.

3. A gente sabe que a tentação é grande, mas a indicação é não usar chapinha depois de alisar os fios. E nunca dispense a ajuda do protetor térmico. Lave o cabelo com shampoo e condicionador, seque com a toalha e, por último, borrife o produto com os fios ainda úmidos.

4. Faça uma hidratação a cada 15 dias, já que o alisamento resseca muito as pontas dos cabelos e também muda a distribuição da queratina ao longo dos fios.

5. Use apenas shampoos para cabelos quimicamente tratados e evite shampoos anti-resíduos, pois eles diminuem a duração da técnica de alisamento. A linha Blueberry de Nativa Spa é perfeita para repor os nutrientes necessários aos fios com química. É testar e se apaixonar!

Saia da mesmice: varie seu cabelo liso!

Quem já alisou

Mesmo que os alisamentos exijam cuidado redobrado, as mulheres não resistem aos fios lisos. A cirurgiã-dentista Gabriela Meinke, que tinha os fios finos, mas muito volumosos, conta que o alisamento foi a maneira que encontrou de deixar o cabelo mais relaxado: “faço plásticas capilares que, segundo a minha cabeleireira, não agridem os fios, porque não contêm formol. Eles ficam leves e muito hidratados”.

Gabriela Meinke com cabelos loiros, longos e lisos

Já para a corretora de imóveis Camyla Souza, a motivação foi diferente. Como tinha o cabelo crespo, sempre achou que o liso fosse mais prático, mesmo que mantê-lo fosse um pouco trabalhoso: “quando usava o cabelo crespo, dependia dele molhado ou cheio de creme. Se secava, eu prendia. Acho que o cabelo liso fica ajeitado por muito mais tempo”.

Camyla, que já testou escovas progressivas no salão de beleza e até tratamentos caseiros, hoje faz hidratação uma vez por semana e utiliza sempre protetor térmico e reparador de pontas. “Já usei um produto de farmácia no cabelo e ele começou a arder muito, notei que ele estava elástico e quebradiço. Depois tive que correr atrás do prejuízo, fiz vários dias de hidratação e óleos”, lembra ela.

Camyla Souza, com cabelos lisos, curtos e na cor preto

Ao contrário de Camyla, Gabriela nunca teve problemas em função do alisamento e, mesmo assim, não economiza em cuidados: “Sou muito apegada ao cabelo. Antes de dormir, escovo, desembaraço e prendo com uma borracha de algodão para não marcar. Ao lavar, uso shampoo, condicionador e máscara para o meu tipo de cabelo, que também tem luzes. Procuro não esfregar a toalha para não criar nós, depois uso mais um protetor por causa do sol”.

E será que vale mesmo tanto esforço para manter as madeixas lisinhas? Neste ponto, ambas concordam que vale sim, e muito. Olhar-se no espelho e sentir-se linda é a melhor coisa do mundo. 🙂

 

Fotos: Thinkstock e Arquivo Pessoal